Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar a usar este site, você concorda com o uso de cookies no seu dispositivo conforme descrito em nossas Políticas de Uso de Cookies.
Reservar agora

Lapa e Santa Teresa

  • 36823990

Lapa e Santa Teresa

O bairro Santa Teresa surgiu do convento de mesmo nome, no século XVIII. Casarões e mansões inspirados na arquitetura francesa da época, muitos dos quais estão em pé até hoje, eram a moradia dos afortunados da época. O bairro sempre foi à porta de entrada para muitos imigrantes europeus. Por sua cultura, história e qualidade de vida, ainda hoje Santa Teresa atrai para viver muitos artistas, intelectuais, acadêmicos. Por volta de 1850, a região foi bastante ocupada pela população que fugia da epidemia de febre amarela na cidade. Por ficar no alto, a região era menos atingida que os outros bairros abaixo. Em 1872 surgiu o bonde, que se tornou o símbolo do bairro. O bondinho de Santa Teresa circula desde 1896, começando a viagem no centro do Rio, passando por cima dos Arcos da Lapa, o antigo Aqueduto Carioca.


Lapa, que pertencia ao centro, tornou-se bairro oficial do Rio de Janeiro somente em 17 de maio de 2012. Mas sua história, e que história, já vem de muito tempo. Berço da boemia carioca, também é famosa por sua arquitetura. Sua maior referência geográfica são os Arcos da Lapa, construído para funcionar como aqueduto nos tempos do Brasil Colonial. Principal obra do Rio Antigo e um dos símbolos da cidade, possui imponente construção em estilo romano. Tinha como objetivo levar agua até o Morro de Santo Antônio. Depois de anos de abandono, degradação e violência, a Lapa voltou a ser referência absoluta para os amantes da vida noturna. Eclética e intensa, na Lapa todos as tribos convivem em harmonia. Variedade musical, muita festa na rua, bares tradicionais e dois palcos importantes no cenário cultural carioca (Fundição Progresso e Circo Voador), fazem parte da vida desse bairro carioca que respira alegria e diversidade.